Os 20 melhores livros de autores independentes (parte 2)

No último mês, a literatura independente trouxe uma série de lançamentos incríveis que não podem passar despercebidos. De romances a ensaios, poesias a contos, os autores independentes têm demonstrado que a criatividade e a originalidade não têm limites. Neste artigo, selecionamos os 20 melhores livros de março escritos por autores independentes, que prometem surpreender e encantar os leitores com suas histórias envolventes e poderosas. Prepare-se para conhecer novos talentos literários e mergulhar em mundos fascinantes que só a literatura independente pode proporcionar.

1. O ÚLTIMO DITADOR


Em 1977, o presidente Ernesto Geisel foi derrubado pela linha-dura do Exército. O Brasil toma outro rumo, desconhecido pelos livros de História. Nesta realidade alternativa, chegamos aos anos noventa sob o comando de uma ditadura intolerante e sanguinária. Em 1993, o general Victor Seixas ambiciona o poder supremo da República. Para alcançar seu objetivo, terá que se render a uma outra ditadura: o reino do imponderável, as possibilidades desconhecidas do acaso... e do amor

2. Debaixo dos olhos de Deus


Que as mulheres que sofrem ou já sofreram qualquer tipo de abuso sintam-se representadas por esse livro. Vocês merecem mais do que palavras de conforto, merecem uma vida digna.

3. Tira-dúvidas sobre a Lei de Locações Urbanas: Lei n.8.245 de 1991



Este livro reúne mais de uma centena de perguntas e respostas sobre contratos de locação, regido pela lei de locação urbana, Lei federal n.8.245 de 1991, servindo de guia para estudantes, operadores do direito, advogados, corretores de imóveis e pessoas interessadas em conhecer um pouco mais sobre o que diz a lei de modo mais informal e objetivo.

Em "Mentir por Amor", mergulhamos na vida de Sheila e George, um casal aparentemente feliz e realizado. Porém, quando Sheila decide trair a confiança de George, tudo muda irreversivelmente. George, um homem dedicado e apaixonado, vê seu mundo desmoronar diante de seus olhos quando descobre a traição de sua esposa. O sofrimento o consome de tal forma que ele sofre um colapso mental e para se proteger, seu cérebro cria uma realidade paralela onde ele acredita que a esposa não o traiu, mas que morreu em um acidente. Enquanto George luta para superar o luto que o dilacerou, Sheila se vê consumida pelo remorso e pelo arrependimento. Determinada a reconquistar o amor de George, Sheila enfrenta uma jornada árdua e dolorosa. Ela testemunha a destruição que sua escolha causou e está determinada a reparar os danos, mesmo que isso signifique confrontar seus próprios demônios e enfrentar os espinhos que ela mesma plantou. Neste romance emocionante e complexo, acompanhamos não apenas a batalha pela reconstrução de um amor perdido, mas também a jornada de redenção e perdão. "Mentir por Amor" é uma história sobre as consequências dos nossos atos, sobre a fragilidade do amor e sobre a esperança que pode brotar mesmo nos terrenos mais áridos.

Não tem nem como fingir! O livro se chama Reencarnei como uma jujuba e outros textos igualmente degradantes. Perceba a palavra degradantes! Não tá ali à toa! Agora, se você já desistiu de parecer uma pessoa normal, se você encarou o abismo e ele te mandou um beijo de volta, se você já abraçou o non-sense, esse livro é pra você! O livro apresenta uma coletânea de contos que te levará em um passeio partindo das situações mais mundanas e cotidianas possíveis, mas com destino certo rumo ao absurdo e ao bizarro. Periga você querer morar lá! E tem mais! O livro ainda conta com poemas sobre temas completamente irrelevantes ótimos para estragar um sarau e ensaios chumbregas que não vão te trazer iluminação sobre nada, mas talvez te traga novas dúvidas que você nem sabia que poderia ter!

O que são os Ramos da Vida?. Imagine como cenário a rama do maracujá ainda com sua rosa em botão a desabrochar. Logo, logo, seu olhar aprecia um cenário campestre. Como num retrovisor mostrando a vida, dois olhares se cruzam numa sintonia dos seres amantes. Na aventura dos campos da vida, um cavalo branco corre como sinal da conquista da felicidade. Que lindo e puro é a rosa amarela e a carta na janela embelezando e eternizando o momento. Tudo fica mais leve e livre como na entrega da dança. Um cheiro de perfume amadeirado acrescenta a razão do que é o amor. Que união perfeita do sol iluminando a lua falando que é tempo de aproveitar cada segundo da vida. Escutar o sabiá que canta diante a beleza das flores do campo e, sentir, a criança pura que ainda há dentro de nós. Por fim, os Ramos da Vida é um pouco do que somos.

Quantas vezes você escutou que o livro é sempre melhor que o filme? Aposto que muitas. Mas, a bem da verdade, por que essa comparação seria justa, se de um lado falamos sobre a criação em palavras e, do outro, a criação em imagem e som? O cinema, ou o audiovisual em geral, é tão diferente assim da literatura? A fascinação das adaptações de livros para o cinema ou séries é algo que desperta nosso interesse de uma maneira peculiar. É um fenômeno que, ao mesmo tempo, parece óbvio e complexo de explicar. É engraçado como nos conectamos com a história e nos animamos com a possibilidade de vê-la ganhar vida de uma forma diferente. É por isso que escrevi este livro: para abrir discussões, trazer reflexões e ser apenas o começo, no vasto mundo das ideias, do que é de fato uma boa adaptação audiovisual ou não. Espero que sua leitura seja rica o suficiente para te provocar, e que cada provocação tenha trazido a vontade de saber mais, de argumentar melhor do que eu e, acima de tudo, de compreender o processo adaptativo do jeito que ele é: complexo e diverso.

Sou, aquela menina! Quando amanhecia, uma pipa fazia: Palitos da folha de coqueiro, uns nos outros unia, depois, cobria-os colando o papel seda cor de rosa. Durante o resto do dia, uma calda bem colorida fazia. Nas tardes de verão era minha alegria! A direção do vento meus cabelos quem dizia. Sentada no chão, como as outras crianças, eu não corria, mas pouco a pouco a minha pipa subia. A linha do carretel entre os meus dedos corriam. Quanto mais linha eu dava, mais perto do céu azul ela chegava… Eu, olhava os pássaros que no entardecer o céu cruzavam a procura do seu lar (uma árvore para descansar) e as borboletas-azuis do fim de tarde a voar.

E se você descobrisse que seu corpo foi feito para viajar entre diferentes dimensões e atingir diferentes estados? Ou que o canto é capaz de curar sua alma? Você acredita que a humanidade poderá um dia alcançar a iluminação? Com uma escrita envolvente, TS Martins relata a jornada de despertar e ascensão espiritual de Val, mãe solo que, ao realizar uma descoberta fundamental, poderá transformar todo o seu destino. Através de mudanças em si mesma, Val se vê capaz de recriar o mundo em que vive não apenas para si, mas para sua família e, em última instância, para toda a humanidade, com a ajuda de meditação, frequências sonoras e até do universo espiritual. Desde a descoberta de um câncer na garganta até sua voz desabrochar no canto, o romance reúne ensinamentos que auxiliam Val em sua jornada no caminho do autoconhecimento e redescoberta da sua espiritualidade. A história de Val divide espaço com a de Rodiney, que combina as qualidades de padre e cientista para criar uma máquina única, capaz de extinguir a matéria a partir de uma frequência vibracional.

Este Dicionário de Genealogia, de autoria do advogado e genealogista capixaba, Gilber Rubim Rangel, com 420 páginas, contém 3500 verbetes e mais de 100 imagens, constitui uma ferramenta essencial para aqueles que estão interessados em traçar suas origens familiares, compreender a história de suas famílias e um tributo aos que vieram antes de nós. Com uma abordagem multidisciplinar, são fornecidas informações claras e detalhadas de termos e conceitos-chave relacionados à genealogia, incluindo outras ciências, temas afins e fontes de informações, tais como: Administração, Antropologia, Associação, Biografia, Crime, Corporação, Fonte de Pesquisa, Forma de Tratamento, Genealogia Genética, Genética, Geografia, Heráldica, História, Imigração, Infor-mática, Igreja, Inquisição, Jurídico, Justiça, Norma [legal], Medicina, Miscigenação, Militar, Nacionalidade, Naturalização, Neologismo, Nobiliarquia, Nobreza, Numismática, Paleografia, Pesos e Medidas, Profissão (englobando profissão e ofício), Programas de Genealogia, Psicologia, Relação de Parentesco, Religião, Sigla, Sociologia, Trans-porte, Tributo, Unidade de Medida e Vexilologia.


A proposta deste livro, é fazer com que cada pessoa desperte o seu Eu verdadeiro, muitas vezes adormecido dentro de si mesmo, para que possa, como individuo, aproveitar a oportunidade de viver de maneira plena.O livro descreve como os recalques do Mundo interior (inconsciente) interferem na relação com o Mundo exterior. Ainda, aborda muito mais assuntos que, com certeza, prenderão a atenção do leitor e o ajudará na conscientização da existência do seu EU verdadeiro.Em suma, o livro conscientiza o leitor sobre a existência e a influência do seu inconsciente em sua vida e como o Ego em querer tanto defendê-lo, se torna em seu pior inimigo.

Um assassinato de uma moça em um ritual satânico abala as estruturas da pacata cidade de São Teobaldo na Serra Gaúcha. A partir daí, os policiais Ricardo Mello e Décio França, responsáveis por investigar o crime, vão se deparar com vários segredos, envolvendo desde a sociedade secreta dos carbonários, de origem italiana, até mafiosos da 'Ndranghetta, a organização criminosa mais influente da atualidade. O líder do clã mafioso do Sul do Brasil, Ramiro Trezzi, pretende por as mãos nos satanistas antes da Polícia. Quem chega primeiro? Enquanto isso, um místico estuda simbologia e práticas mágicas para evitar que a cidade mergulhe nas trevas. Um romance surpreendente, envolvente e instigante.

Em uma pacata e próspera cidade do Rio Grande do Sul, durante a Revolução Federalista de 1893, uma aura de mistério se instala. O conflito bélico se aproxima do povoado e, ao mesmo tempo, misteriosos cartazes espalhados pelas ruas anunciam a chegada dos desconhecidos rosacruzes. E esta fraternidade pode estar ligada a um misterioso novo morador do município, cujos boatos dão conta que é muito rico e imortal. Porém o enigma se torna ainda maior, quando assassinatos ritualísticos começam a ser registrados na cidade, que mergulha em um conflito de luz e sombras.

14. O Muzambu


Ngola é um povo que valoriza os sonhos como fonte de orientação e revelação. Um dia, os anciãos do reino têm um sonho terrível: um menino que trará a destruição para o seu povo. Eles decidem fazer de tudo para impedir que esse sonho se torne realidade, mas o que eles não esperavam é que o sonho fosse diferente da realidade. Ao invés de nascer um menino, nasce uma menina, Kalunga. Será que ela é a profetizada destruidora do reino ou será que dessa vez a profecia está errada? O Muzambu é um conto que explora a relação entre sonho e realidade, fé e razão, tradição e mudança. — Alguém Importante, Um Pouco de Tudo

Histórias surpreendentes, prestes a ganhar forma e conquistar o mundo, estão presas neste livro. São feitiços revelados durante a vida, lendas escutadas na infância, mitologia gótica redescoberta e contos de apertar corações sensíveis. A Horda – Contos Errantes, é um conjunto dinâmico de histórias narradas no Brasil e no mundo, que conduz o leitor a diversas experiências do imaginário sobrenatural, oculto e místico. Dividido em quatro capítulos, o leitor poderá escolher a aventura fantástica que desejar viver e libertar. Este livro é um convite para um labirinto de estranhos acontecimentos e um ingresso para encarnar vidas paralelas em um espaço maior do que se ocupa. Afinal, ler é aumentar as dimensões da existência humana para muito além do aqui e do agora e um mergulho no infinito de nós mesmos.


Em uma cidade tranquila, uma série de assassinatos misteriosos aterroriza os moradores, levando o exército a intervir e manter os detalhes em sigilo. Brian Keeper, um sereno jovem devastado pela perda de sua namorada, embarca em uma busca implacável por vingança e descobre que o assassino pode não ser humano, revelando-se uma ameaça sombria que coloca em risco a existência da humanidade. À medida que Brian enfrenta a dor da perda e a busca pela verdade, ele mergulha em um mundo de conspirações e segredos. Nessa jornada, forma uma aliança improvável com seu leal amigo e sua irmã, um estranho espião, uma paciente de hospital e um detetive obstinado.Juntos, eles enfrentam o desconhecido em uma corrida contra o tempo para desvendar o enigma por trás desses eventos sinistros.

O conto é uma releitura do amor mitológico greco-romano da deusa dos bosques Diana e do caçador Órion. Juntos eles vivem o esplendor desse amor e aceitam a condição de apaixonados lutando para equalizar as próprias diferenças entre si, afinal trata-se de uma deusa protetora da caça e um gigante exímio caçador. O sentimento e união do casal é colocado à prova diante de uma tragédia, causada pelo irmão gêmeo de Diana, o deus Apolo. Poderá esse amor falar mais alto do que os desígnios dos demais doze deuses do Olimpo? Uma história de amor, luta e superação que mistura elementos de mitologias distintas para tentar explicar o inexplicável, a força do amor.


Guardião das Areias"Guardião das Areias" é uma coletânea de onze contos que se inspiram nas ricas lendas do Oriente Médio. Cada conto oferece uma jornada única, transportando os leitores para um mundo de mistério e maravilha, onde seres mágicos, artefatos ancestrais e heróis corajosos se entrelaçam. À medida que exploram as profundezas das tradições culturais, esses contos oferecem uma perspectiva única sobre os mitos e contos populares da região, levando os leitores a uma jornada através do mundo da magia e da imaginação.


O Homem que Bebia Sangue é um conto assustador sobre um jovem cirurgião barbeiro chamado Jakob. Quando estranhos desaparecimentos começam a ocorrer na cidade, as pessoas logo suspeitam de Jakob. Ele é acusado de ser um vampiro sedento por sangue. Com medo e raiva, a população caça Jakob, que desaparece misteriosamente. A história do vampiro se torna uma lenda na cidade, com rumores sobre seu destino final.



Após presenciar a morte trágica de seu irmão gêmeo e passar os doze anos seguintes desaparecido, Adam Peixoto retorna a Contagem para assumir os negócios de seu falecido pai e tentar dar um novo rumo à sua vida. Seu retorno, no entanto, coincide com o início de uma série de assassinatos cruéis, sangrentos e inexplicáveis, provocados por um demônio enorme, com quatro rodas, faróis duplos e capota de vinil, pesando quase duas toneladas e saído diretamente de alguma funilaria do Inferno. Um demônio metálico. Violento. Frio. Um Ford Landau.


© all rights reserved
made with by templateszoo