3 poemas de Raquel Lopes, autora de “leveza do efêmero”


Raquel Lopes, poeta e escritora nascida em Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco, Brasil, nos convida a contemplar a beleza da vida em sua mais recente obra "Leveza do Efêmero". Com seu talento único, a autora nos presenteia com poemas que celebram a esperança, a beleza e a efemeridade do tempo. Em meio às dificuldades do cotidiano, Raquel nos lembra da importância de nutrir a esperança em nossos corações e aproveitar cada momento de nossas vidas. Embarque nessa jornada poética e deixe-se envolver pela magia das palavras de Raquel Lopes.

Conheça agora três poemas da obra ''leveza do efêmero'':


A Leveza do Efêmero


Raios de luz 

botões de rosas 

pétalas das flores 

Em tudo ela gosta. 

O cheiro das árvores 

o vento que refresca 

a vida em constante movimento


Transformação

 (a todo momento)


O tempo calmo 

as ondas agitadas

 o mar

 …


Aves migratórias 

animais domésticos 

selvagens 

Com e sem veneno


Um dia ou dois 

sem pressa ou depois 

Um ano a mais 

Mil séculos 

e tudo se refaz. 




Lua Cheia 


Deixa a lua encher 

O meu olhar. 


Deixa a lua bailar 

O meu cantar. 


Anotar nítidas batidas do peito 

Aprender a amar 

Sem qualquer erro. 


Deixa a lua encher 

Clarear meu andar. 


Quero seguir este mar 

Sem ter medo.




Morena Rosa


Morena Rosa, de amor e gotas de orvalho. 

O dia faz tua música uma lira 

na verdade e amor. 

Escrita sobre as águas do destino

que cruzou teu caminho 

traçou as linhas escritas 

no coração das pétalas delicadas de bondade.


Tua cor, Morena Rosa, é a cor que admiro. 

Sorrisos contagiantes estão por aí 

dizendo de ti e de teus olhos mágicos.


Não canses de sonhar em teu mundo fantástico


Para a dor 

                não dês espaço.



© all rights reserved
made with by templateszoo