10 livros essenciais para quem deseja estudar literatura

A literatura é uma das formas mais poderosas de expressão humana, capaz de nos transportar para universos paralelos, despertar emoções e nos fazer refletir sobre a complexidade da condição humana. Para aqueles que desejam aprofundar seu conhecimento nessa arte, selecionamos os 10 livros essenciais para o estudo da literatura. Essas obras foram escolhidas por sua relevância histórica, impacto cultural e contribuições para o desenvolvimento da escrita literária. Com essa seleção, esperamos não apenas proporcionar uma rica experiência de leitura, mas também ampliar o entendimento e apreciação dos mais diversos gêneros e estilos literários. Prepare-se para se surpreender, se emocionar e se encantar com essas obras-primas que marcaram e continuam a marcar a literatura mundial.

1.Teoria e crítica literária ,  Silvana Oliveira


Embora o senso comum nos ofereça alguma ideia do é uma obra literária, o primeiro passo no estudo teórico-crítico literário é compreender que o conceito de literatura não é apenas complexo, como também dinâmico.Isso quer dizer que, como nenhum texto literário pode ser desvinculado do período histórico, do lugar ou da cultura em que foi criado, a própria concepção do que é a literatura, já passou por muitas transformações. Nesta obra, debatemos essa e outras questões fundamentais e guiamos você pelo percurso histórico das maiores correntes teórico-críticas da literatura e suas estratégias de interpretação.

2. A análise literária, Massaud Moisés 




Fruto de longa e meditada experiência docente do autor, que foi professor titular de Literatura Portuguesa da Universidade de São Paulo, A Análise Literária visa oferecer àqueles que se iniciam no estudo da Literatura um roteiro capaz de orientá-los no desenvolvimento de suas aptidões para o esclarecimento e compreensão do texto literário. Para tanto, em vez de impor-lhes esquemas ou fórmulas tanto mais simplistas quanto inócuas, cuida de encaminhá-los progressivamente das noções teóricas gerais à prática da análise, para a captação do que o texto possa oferecer de singular e diferencial. Trata-se, portanto, de um valioso instrumento de trabalho para professores e alunos das Faculdades de Letras.


3.Escrita em movimento: Sete princípios do fazer literário, Noel Jaffe

Desde que as oficinas literárias surgiram, debate-se uma questão central: é possível aprender a produzir ficção, da mesma maneira como se estuda outros ofícios? Se existe uma forma de transmitir esse conhecimento, não é com regras e truques de manual, e sim pensando a escrita de modo aberto e livre, através de preceitos norteadores que perpassam a linguagem. E é essa a proposta deste livro, uma reflexão sobre o próprio processo de escrever ― da escolha cuidadosa das palavras à intenção por trás de cada texto, da busca pela originalidade ao mergulho corajoso na experimentação literária.
Sintetizando a vasta experiência de Noemi Jaffe em sala de aula, Escrita em movimento traz também entrevistas com diferentes autores de destaque, como Beatriz Bracher, Milton Hatoum, Eliana Alves Cruz, entre outros, para oferecer variados pontos de vista a respeito dos princípios que estruturam o texto e que integram a caixa de ferramentas de todo artista da palavra, proporcionando um panorama amplo da escrita contemporânea, que recusa todos os rótulos.

4.O método formal nos estudos literários - introdução crítica a uma poética sociológica,Pável Nikoláievintch Medviedev 


O livro O método formal nos estudos literários: introdução crítica a uma poética sociológica foi publicado pela primeira vez em Leningrado (atualmente São Petersburgo) em 1928 e não conhecia tradução para o português até o momento, apesar de sua relevância à compreensão de conceitos desenvolvidos pelos intelectuais do Círculo de Bakhtin. Agora, a versão em nossa língua vem a público, realizada diretamente do russo, primorosamente feita a quatro mãos por uma linguista eslavista, Sheila Camargo Grillo, falante nativa de português, e por Ekaterina Vólkova Américo, teórica da literatura, falante nativa de russo. Embora os títulos – da obra e dos capítulos – sugiram a ideia de estudos exclusivamente literários, a discussão passa por questões fundamentais para a compreensão do gênero do discurso de forma geral. O leitor de hoje, estudioso ou interessado, precisa conhecer essas questões para compreender que, como nos demais trabalhos do Círculo, há sempre uma espécie de resposta a importantes pensadores da linguagem, cujos traços fundamentais são recuperados e problematizados a partir de uma nova visão sobre o tema.

5. Letramento literário: Teoria e prática, Rildo Cosson



Escrito para professores que desejam fazer do letramento literário uma atividade significativa para si e para seus alunos, este livro mostra como reformular, fortalecer e ampliar o estímulo à leitura no Ensino Básico para além das práticas usuais. O autor, de forma sutil e prazerosa, desata os nós da relação entre literatura e educação, propõe a construção de uma comunidade de leitores nas salas de aula e sugere oficinas para o professor adaptar seu trabalho ao letramento literário.

6. Um Pouco de Método. Nos Estudos Literários em Particular, com Extensão às Humanidades em Geral, Roberto Acízelo de Souza


Esse livro apresenta as normas que devem ser seguidas na sistematização de técnicas de estudo, pesquisa e preparação de trabalhos acadêmicos. Quem assimilar seu conteúdo terá mais facilidade para planejar e redigir um ensaio e entender os aspectos mecânicos do processo, para que possa se concentrar melhor no plano criativo, o da elaboração conceitual. Saberá conceber e formalizar um projeto de pesquisa e, ao elaborar projetos, conseguirá definir com clareza a fundamentação metodológica e a teórica necessária aos bons projetos.


7. Um experimento em crítica literária, C.S. Lewis 


No início da década de 1960, quase tudo estava sendo questionado, e não foi diferente com a chamada “crítica literária”. Como acadêmico ilustre e leitor ávido, C.S. Lewis não se furtou à discussão e, contrapondo-se à ortodoxia de seus pares, propôs uma maneira diferente de analisar livros: a partir da experiência de quem lê, e não de quem escreveu. O resultado dessa “crítica à crítica” está nas páginas de Um experimento em crítica literária. Com a fluidez argumentativa que fez do autor de As crônicas de Nárnia um comentador reverenciado até pelos colegas de academia, a proposta inovadora de Lewis sugere que a “boa leitura” envolve uma experiência profunda de envolvimento com a obra e as propostas de quem a escreveu. “Ao ler bons livros, tornei-me mil homens sem deixar de ser eu mesmo”, afirma. Sua noção de avaliação de um trabalho literário tem como pilar o compromisso do crítico em se despir de expectativas e valores pessoais, e entrar no texto com a mente aberta.

8. O livro secreto do escritor, Lilian Cardoso 


Best-seller nº 1 da lista do PublishNews na categoria não ficção e entre os mais vendidos da Veja “Quando estava começando minha carreira há nove anos, Lilian me ajudou colocando meus livros em destaque na mídia, depois me ajudou com a publicação independente do meu primeiro New Adult.[...]” ― Babi A. Sette, escritora best-seller, reconhecida por publicar obras young adult e pioneira em romances de época no Brasil Após ouvir por anos a frase “Eu adoraria escrever um livro, mas não sei por onde começar”, a especialista em marketing Lilian Cardoso decidiu reunir toda sua experiência no mercado editorial para democratizar o ensino sobre como escrever, publicar e divulgar obras de qualidade. O resultado desta imersão é O Livro Secreto do Escritor. Nele, a escritora revela os bastidores do mundo literário, detalha as etapas de lançamentos e desmistifica os rankings dos mais vendidos que, muitas vezes, parecem enigmáticos. O coração deste título, no entanto, está na segunda parte: um workbook para escritores que vai guiá-lo da escolha do tema à conexão com os leitores. Cada capítulo apresenta técnicas, exercícios e ferramentas que ajudarão você a transformar ideias em obras admiradas. Durante a leitura, você vai: Descobrir qual é e como atrair o público-alvo; Escolher os melhores caminhos de publicação e negociar contratos editoriais de forma confiante; Trabalhar o marketing ― a etapa que vai fazer o seu projeto se destacar entre tantas outras publicações. Seja você um escritor iniciante ou experiente em busca de novas estratégias para conquistar o mercado, saiba que este guia tem no título a palavra “secreto” não somente pelo que é revelado, mas porque vai trazer à tona as suas ideias mais originais. Aproveite também os QR Codes com informações atualizadas para ampliar o seu conhecimento neste apaixonante mundo literário.

9. Iniciação à literatura brasileira, Antonio Candido 


Iniciação à literatura brasileira foi concebido por Antonio Candido como um resumo da produção literária do país, tendo como público-alvo leitores estrangeiros. Em três capítulos ―"Manifestações literárias", "A configuração do sistema literário" e "O sistema literário consolidado"―, Candido sintetiza vasto conhecimento em parágrafos de extrema concisão

10. Correio Literário, Wisława Szymborska

O «Correio literário» ― ou «Correio», para os próximos ― era uma seção do semanário Życie Literackie [Vida Literária] em que a poeta Wisława Szymborska respondia às cartas dos estreantes que enviavam seus primeiros escritos com a esperança de serem publicados e entrarem para o panteão literário polonês. As respostas tinham por objetivo orientar e comentar os textos para além do «não publicaremos» protocolar. Para atenuar a negativa a poeta se vale de uma peculiar ironia, como se tentasse, de um só golpe, fincar novamente ao chão os pés dos sonhadores diletantes. Mas esse tom nunca impede reflexões profundas sobre arte, escrita e o comportamento daqueles que vivem escravos das palavras: «a poesia não é (...) uma recreação e uma fuga da vida, mas a própria vida»; «infeliz é aquele artista que não deixa nada atrás de si». Entre um sorriso amarelo e outro, um conselho e um consolo. Este livro, repleto do humor extraordinário da ganhadora do Prêmio Nobel, não é apenas uma coleção de conselhos valiosos e dicas para escritores, mas também uma ótima leitura para amantes da literatura e leitores das obras de Wisława Szymborska que desejam conhecer mais suas opiniões, preferências literárias e escritores favoritos.
Postar um comentário

Comentários