Responsive Ad Slot

companhia das letras

Resenha: Crime e Castigo, de Dostoiévski

domingo, 29 de agosto de 2021

/ by Vitor Zindacta


ISBN-13: 9786555520804
ISBN-10: 6555520809
Ano: 2020 / Páginas: 240
Idioma: português
Editora: Principis

SINOPSEA pobreza assola Raskólnikov, que precisa pagar os estudos e o aluguel de onde mora. Orgulhoso, acredita que é inteligente o suficiente para planejar um crime perfeito, julgando que seu bom motivo e futuro promissor justificariam o ato. Os limites da moralidade comum também o atingem e ele é sentenciado. A culpa o acompanha na jornada em busca de redenção e boas perspectivas. Dostoiévski traz a psicologia criminal para este romance, abordando moralidade e a margem da dignidade nas ruas das cidades.

Literatura Estrangeira / Romance / Ficção

O clássico narra a história de Raskólnikov, um jovem estudante de direito, de família pobre, estava um tanto distante da família, uma vez que a Universidade estava localizada em outra cidade. A trama, relata a fatalidade de dois latrocínios praticados por Raskólnikov. Tendo em vista, a sua ociosidade, suas dívidas acumuladas, seu temperamento hostil, Raskólnikov tem a infelicidade de cometer quão infâme ato.

Relata o autor a história de um jovem estudante que vivia numa cidade distante de sua familia. Sobrevivia com o pouco recurso que sua mãe o enviava. A pobreza o deprimia muito. Ele mal se alimentava.

Numa noite quente saia o rapaz de seu cubiculo alugado. Caminhava devagar à pensar em sua realidade de dificil situação financeira. Estava tão mal vestido que outra pessoa mesmo acostumada a tal aparência não se atrevia a sair com aqueles andrajos em pleno dia. Dirigia-se a casa de uma velha que costumava penhorar objetos em troca de emprestimos. Levou um relogio de prata de corrente de aço. A velhota não lhe ofereceu muito e o rapaz já não estava para questões logo aceitou o dinheiro.
Raskólnikov afastou-se da casa muito perturbado. Murmurava:

- Oh meu Deus! Como tudo isso é repugnante! Ah, sim, sim, eu... não, isto é um absurdo, uma estupidez.

Um sentimento de imensa repugnancia, que começava a oprimi-lo e a mortificar seu espírito.Olhando à sua volta verificou que encontrava-se junto de uma casa de bebidas. Até então nunca entrava numa taberna. Sentou-se em uma mesa de tilia, pediu aguardente sentindo um alivio. Parou para observar naquele ambiente, fora de costume, as pessoas que sempre evitou encontrar. Observava de alto a baixo o pressimivel funcionario que por sua vez não tirava os olhos dele.
Atraídos pela curiosidade conversaram sobre suas experiências vividas. Com precisa atenção Raskólnikov, escutava tudo o que tinha a dizer Marmieladóv que encontrava-se altamente bebado. O senhor sem ter mais com o que pagar as bebidas se inclinou ao jovem pedindo ajuda para chegar em casa.

Já na casa de Marmieladóv, o jovem pode comprovar toda historia que acabara de escutar. A deprimente situação que vivia a familia daquele senhor que mora em um quarto alugado com a mulher e mais três filhas e ainda eram sustentados por Sonia, a filha do primeiro casamento de Marmieladóv. Os ajudava com a prostituição. Raskólnikov ajudou a familia com o que obteve do emprestimo, uma vez que a familia do senhor seria despejada.

O jovem retorna para casa e no dia seguinte recebe uma carta de sua mãe informando da dificil situação que passavam e sobre o casamento da sua irmã com um advogado de muitos bens, porém, de dificil temperamento.
A mãe tinha este casamento como a saída para os problemas da familia. Mas, o jovem não aceitou bem a ideia. Saiu de casa para pensar em tal situação.
Retornando a casa passa pelo mercado do Feno, a fim de passar distante da casa da senhora Alienova Ivanovina que lhe fez o emprestimo. Passou por Lisavieta, irmã de Alienova. Escutou as queixas que Lisavieta fazia de sua irmã para um mercador. Pensou muito no que acabava de ouvir, tornando uma decisão drastica e no dia seguinte pos em pratica.
Tomou posso do machado do zelador sem que ele soubesse, foi até a casa de Aliena e deu varios golpes, procurou por dinheiro em toda a casa mas não havia muito tempo. Levou os penhores de emprestimos feitos. Para sua surpresa Lisavieta chega e encontra a velhota no chão. Raskólnokov, sem pensar, lança golpes também em Lisavieta.

O jovem foge sem ser visto, devolve o machado limpo ao devido lugar. Sem icar em paz examinava sua roupa verificando se não tinha manchas de sangue.
Na manhã seguinte, Raskólnikov segue até a policia, mas porque havia recebido do zelador uma citação que tratava da divida do aluguel onde estava hospedado. Na delegacia houve rumores sobre o acontecido da noite anterior.

Em casa o jovem enche os bolsos com a intenção de se desfazer do que roubou. Abandonou tudono patio de uma oficina e passado uns dias o rapaz encontrava-se enfermo tendo delírios. Enfim chega de viagem o noive de sua irmã e o jovem não o recebe bem. Raskólikov dia a dia sentia imenso remorso com vontade de se entregar, mas não o fez. Retorna ao local do crime e vê que estavam reformando. Ao voltar para casa se depara com uma multidão em torno de uma carroça. Era Marmicladov, que estava ferido, o jovem se pôs a ajudar e novamente deu a familia do senhor todo seu dinheiro que recebeu de sua mãe para despesas.
Sentiu-se bem pelo o que fez ao amigo. Passou a dar valor as coisas que não fazia a muito tempo.
Atendeu ao pedido de seu amigo Razumikhin para ir a festa que os amigos prepararam. Mas, logo retornou a casa porque sentia muita fraqueza.
Quando o jovem chegou em casa estavam sua mãe e irmãs a sua espera pois tomaram conhecimento de sua doença.
Concluiu-se que a obra Crime e Castigo trata de um ato juridico, tipo penal, sendo latrocinio (roubo seguido de morte). Crime qualificado.
Na obra o jovem estudante mata na intenção de obter coisa alheia, tanto roubo como morte de duas pessoas. Raskolnikov tinha conhecimento da vida vitima e de tudo o que precisava saber até cometer o ato que levou a morte de Aliena e sua irmã Lisavieta.

BIBLIOGRAFIA
DOSTOIÉVSKI, Crime e Castigo

Postagem mais recente
Next Story Postagem mais antiga Página inicial
siga-nos no Instagram: @postliteral
Leia[+]
© all rights reserved
made with by templateszoo