Escritor pernambucano Raul Colaço lança seu segundo livro de contos, "Aproximações do Sono"

Obra lançada pela editora 7Letras é inspirada em pesadelos que ultrapassam a barreira do sono


O autor pernambucano Raul Colaço, mestre em Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e licenciado em Letras Português - Espanhol pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), está lançando seu segundo livro de contos intitulado "Aproximações do Sono" (editora 7Letras). A obra é inspirada em pesadelos que ultrapassam a barreira do sono e nos perseguem mesmo de olhos bem abertos.


O autor explica que o livro surgiu do obsessivo desejo, presente desde seu primeiro livro, "Rúmino-ressonância", de encontrar o limite entre a vigília e o sono. "Busco explorar o instante exato em que deixamos de estar acordados para nos entregar à inconsciência, borrando a fronteira entre realidade e irracionalidade. O ato de dormir ou sonhar pode ser a única defesa contra um mundo caótico e degradado".


"Aproximações do Sono" segue uma lógica crescente que se materializa no tamanho dos contos, partindo de textos de pouquíssimas linhas até desembocar em narrativas de sete, oito páginas. Composta por quinze textos, a obra se divide em dois blocos, Sono REM e Sono não-REM.


Colaço ainda ressalta a diversidade temática dos contos, que se voltam a assombrações, metamorfoses, devaneios, neuroses e atrocidades. No conto "Brincadeira", por exemplo, uma mulher, que trabalha num bar e é frequentemente assediada pelo mesmo homem, vê sua rotina modificada pela presença inesperada de um macaco. Já em "Caravana", um simples passeio na praia se converte num monstruoso momento de epifania.


A obra também se destaca pela presença importante das epígrafes, quase todas retiradas de músicas brasileiras de massa. Elas ganham corpo na segunda parte do livro e figuram como uma estranha e contraditória trilha sonora do horror, contribuindo para a atmosfera única de "Aproximações do Sono".


Projetos Futuros


Raul Colaço, nascido em 1992, alcançou reconhecimento como finalista do IV Prêmio Pernambuco de Literatura em 2016 com seu livro de contos "Rúmino-ressonância", lançado pela Chiado Editora em 2018. Com mestrado em Teoria da Literatura pela UFPE, Raul é também licenciado em Letras Português - Espanhol pela UFRPE. 


Além de sua participação em coletâneas, seus textos literários foram publicados em veículos como Germina - revista de literatura & arte, o canal Subversa, o jornal RelevO, e o blog Virtù - coletivo virtual de arte. Raul Colaço também possui experiência na promoção de oficinas de escrita criativa e mediação de leitura em diversas instituições, incluindo a XII Bienal Internacional do Livro de Pernambuco e o Sesc Pernambuco.


Após lançar dois livros de contos, o autor planeja explorar a poesia em seus próximos projetos. Já possui um livro de poemas concluído desde o ano passado e, atualmente, está trabalhando em outro.



Confira um trecho de "Aproximações do Sono"


Renê e Nadir eram pais de uma criança e ela sempre deixava os seus brinquedos espalhados pela casa. Certa vez, Nadir pisou numa cobra e esta lhe furou o pé, mesmo sendo de plástico.


Em poucas horas, Nadir sentiu náuseas. Sua perna inchava. Bolhas apareciam na pele. Dirigiu-se, então, à emergência e os exames nada acusaram. O médico, de toda forma, recomendou muito repouso por alguns dias. 


Naquela noite, Renê se manteve alerta ao lado do marido enquanto aguentou. Acordou no susto, com um vulto saindo pela fresta da janela. Na sua cama fria, somente havia a ausência de Nadir e um ninho de ovos. 


Eram de cobra. 

Postar um comentário

Comentários