[RESENHA #927] O Poder do Hábito, de Charles Duhigg


Charles Duhigg, repórter investigativo do New York Times, mostra que a chave para o sucesso é entender como os hábitos funcionam - e como podemos transformá-los.

Durante os últimos dois anos, uma jovem transformou quase todos os aspectos de sua vida. Parou de fumar, correu uma maratona e foi promovida. Em um laboratório, neurologistas descobriram que os padrões dentro do cérebro dela mudaram de maneira fundamental. Publicitários da Procter & Gamble observaram vídeos de pessoas fazendo a cama. Tentavam desesperadamente descobrir como vender um novo produto chamado Febreze, que estava prestes a se tornar um dos maiores fracassos na história da empresa. De repente, um deles detecta um padrão quase imperceptível - e, com uma sutil mudança na campanha publicitária, Febreze começa a vender um bilhão de dólares por anos. Um diretor executivo pouco conhecido assume uma das maiores empresas norte-americanas. Seu primeiro passo é atacar um único padrão entre os funcionários - a maneira como lidam com a segurança no ambiente de trabalho -, e logo a empresa começa a ter o melhor desempenho no índice Dow Jones.

O que todas essas pessoas tem em comum? Conseguiram ter sucesso focando em padrões que moldam cada aspecto de nossas vidas. Tiveram êxito transformando hábitos. Com perspicácia e habilidade, Charles Duhigg apresenta um novo entendimento da natureza humana e seu potencial para a transformação.

RESENHA 

O livro O Poder do Hábito, de Charles Duhigg, é uma obra que explora a ciência por trás da criação e reforma de hábitos. Duhigg argumenta que os hábitos são formados por um ciclo de três estágios: gatilho, rotina e recompensa. Esse ciclo, chamado de loop do hábito, é o que informa ao cérebro quando entrar em modo automático e repetir um comportamento. Duhigg afirma que, para mudar um hábito, é preciso identificar e modificar um desses elementos, geralmente a rotina. Além disso, é preciso ter uma crença de que a mudança é possível e uma vontade de fazê-la.

O livro é dividido em três partes: a primeira trata dos hábitos individuais, a segunda dos hábitos organizacionais e a terceira dos hábitos sociais. Em cada parte, o autor apresenta casos reais e estudos científicos que ilustram como os hábitos funcionam e como podem ser alterados. Por exemplo, na primeira parte, o autor conta a história de uma mulher que conseguiu parar de fumar, perder peso e se tornar uma corredora de maratonas, mudando seus hábitos. Na segunda parte, o autor mostra como empresas como a Starbucks, a Procter & Gamble e a Alcoa usaram os hábitos para melhorar seu desempenho, sua inovação e sua segurança. Na terceira parte, o autor analisa como os hábitos influenciam movimentos sociais, como o boicote aos ônibus em Montgomery, a campanha de Rick Warren e a revolução egípcia.

O livro é escrito em uma linguagem clara e envolvente, que prende a atenção do leitor. O autor usa exemplos concretos e histórias emocionantes para explicar conceitos abstratos e complexos. O livro também oferece dicas práticas e ferramentas para que o leitor possa aplicar os conhecimentos adquiridos em sua própria vida. O livro é uma leitura recomendada para quem quer entender melhor como os hábitos influenciam nossas escolhas e, assim, tomar decisões mais conscientes e eficazes.

Charles Duhigg é um jornalista e escritor americano, que trabalha para o The New Yorker e foi repórter do The New York Times. Ele nasceu em 1974 no Novo México e se formou em história na Universidade Yale e em administração na Harvard Business School. Ele é autor de dois livros sobre hábitos e produtividade, intitulados O Poder do Hábito e Mais Rápido e Melhor. Ele ganhou o Prêmio Pulitzer de Reportagem Explicativa em 2013 por uma série de artigos sobre as práticas de negócios da Apple e de outras empresas de tecnologia. Ele mora em Santa Cruz, Califórnia, com sua esposa e seus dois filhos.

O Poder do Hábito é o primeiro livro de Charles Duhigg e foi publicado em 2012. O livro foi um sucesso de crítica e de público, ficando mais de três anos nas listas de best-sellers do The New York Times. O livro foi traduzido para mais de 40 idiomas e vendeu mais de 10 milhões de cópias no mundo. O livro também recebeu elogios de personalidades como Malcolm Gladwell, Arianna Huffington e David Brooks.

O segundo livro de Charles Duhigg, Mais Rápido e Melhor, foi lançado em 2016 e também se tornou um best-seller. Neste livro, o autor aborda o tema da produtividade, mostrando como podemos fazer mais e melhor, usando oito conceitos-chave, como motivação, foco, metas, feedback, tomada de decisão, inovação, trabalho em equipe e gerenciamento de dados. O autor também usa casos reais e pesquisas científicas para ilustrar como esses conceitos podem ser aplicados em diferentes áreas, como educação, saúde, esportes, negócios e arte.

Os dois livros de Charles Duhigg têm em comum a abordagem baseada em evidências e em narrativas, que torna a leitura agradável e informativa. Os dois livros também têm como objetivo ajudar o leitor a melhorar sua vida pessoal e profissional, por meio de mudanças de hábitos e de processos. No entanto, os dois livros se diferenciam pelo foco e pelo escopo. O Poder do Hábito é mais centrado no indivíduo e em como ele pode mudar seus comportamentos automáticos. Mais Rápido e Melhor é mais abrangente e aborda também as organizações e os sistemas, mostrando como eles podem se tornar mais eficientes e criativos.

A crítica que se pode fazer aos livros de Charles Duhigg é que eles podem simplificar demais alguns aspectos da realidade e ignorar outros fatores que influenciam os hábitos e a produtividade, como o contexto, a cultura, a personalidade, a sorte e a ética. Além disso, os livros podem passar a impressão de que basta seguir algumas regras e fórmulas para alcançar o sucesso, sem levar em conta as dificuldades, os obstáculos e os riscos que podem surgir no caminho. Por fim, os livros podem ser vistos como uma forma de autoajuda, que pode gerar expectativas irreais e frustrações nos leitores que não conseguem obter os resultados esperados.

Apesar dessas limitações, os livros de Charles Duhigg são obras valiosas e inspiradoras, que nos fazem refletir sobre nossos hábitos e nossa produtividade, e nos oferecem ferramentas para melhorá-los. Os livros são uma leitura obrigatória para quem quer entender melhor como o cérebro humano funciona e como podemos usá-lo a nosso favor.

Postar um comentário

Comentários