[RESENHA #921] O Poder da Ação, de Paulo Vieira

Acorde para os objetivos que quer conquistar. Já aconteceu a você de se olhar no espelho e não gostar daqueles quilos a mais? De observar seu momento profissional somente com frustração? De se sentir desconectado dos seus familiares, dos seus amigos? Se você acha que essas são situações normais, pense de novo! Só porque isso acontece com várias pessoas não quer dizer que a vida deva ser assim. Só porque algo se torna comum, não significa que seja normal! Neste livro, Paulo Vieira lhe convida a quebrar o ciclo vicioso e iniciar um caminho de realização. Para isso, ele apresenta o método responsável por impactar 250 mil pessoas ao longo de sua carreira - e que pode ser a chave para o que você tanto procura. No decorrer destas páginas, o autor lhe entrega uma bússola. E para conseguir se guiar por ela você terá de assumir um compromisso com a mudança. Preparado? Aproveite todas as provocações e os desafios propostos nesta obra para conseguir, de fato, fazer o check-up completo sobre si mesmo. Acorde, creia, comunique, tenha foco, AJA! Pare de adiar sua vida e seja quem quer ser a partir de agora. Não existe outra opção. E está em suas mãos reescrever seu futuro.

RESENHA

O livro O Poder da Ação, de Paulo Vieira, é uma obra de autoajuda que propõe um método para que as pessoas possam realizar seus sonhos e objetivos de vida. O autor, que é um renomado coach e palestrante, apresenta conceitos e ferramentas práticas para que os leitores possam mudar sua mentalidade e suas atitudes, saindo da zona de conforto e agindo em direção ao sucesso.

O livro é dividido em oito capítulos, que abordam os seguintes temas:

  • Acorde: o primeiro capítulo trata da importância de despertar para a realidade e assumir a responsabilidade pela própria vida, deixando de lado as desculpas e as reclamações que impedem a ação.
  • Aja: o segundo capítulo ensina como sair da inércia e da procrastinação, e como criar um plano de ação eficaz para alcançar as metas estabelecidas, usando técnicas como o SMART e o 5W2H.
  • Autorresponsabilize-se: o terceiro capítulo explica o conceito de autorresponsabilidade, que é a capacidade de reconhecer que somos os únicos responsáveis pelos nossos resultados, e como isso pode nos levar a uma vida mais plena e feliz.
  • Foque: o quarto capítulo fala sobre a importância de ter foco e disciplina para manter a motivação e a persistência na busca pelos objetivos, e como evitar as distrações e os sabotadores que podem nos desviar do caminho.
  • Comunique-se: o quinto capítulo aborda a comunicação como uma ferramenta essencial para o sucesso, e como melhorar a forma como nos expressamos e nos relacionamos com os outros, usando técnicas como a escuta ativa, a assertividade e o feedback.
  • Questione-se: o sexto capítulo trata do autoconhecimento como um passo fundamental para a transformação pessoal, e como fazer perguntas poderosas que podem nos ajudar a identificar nossos pontos fortes e fracos, nossas crenças limitantes e potencializadoras, e nossos valores e propósitos.
  • Creia: o sétimo capítulo fala sobre a fé e a confiança como elementos indispensáveis para a realização dos sonhos, e como cultivar uma mentalidade positiva e otimista, baseada na gratidão, na esperança e na resiliência.
  • Surpreenda-se: o oitavo e último capítulo apresenta histórias reais de pessoas que aplicaram o método do livro e conseguiram transformar suas vidas, superando desafios e alcançando resultados extraordinários.

O livro é escrito em uma linguagem simples e direta, com exemplos e exercícios que facilitam a compreensão e a aplicação dos conceitos. O autor também usa citações e referências de outros autores e personalidades que reforçam suas ideias e inspiram os leitores.

O autor, Paulo Vieira, é um escritor, palestrante e coach brasileiro, que é considerado um dos maiores especialistas em coaching do país. Ele é fundador e presidente do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), que é uma das maiores empresas de coaching do mundo, e também é criador do método CIS, que é um treinamento de inteligência emocional que já impactou mais de 500 mil pessoas. Além de O Poder da Ação, ele é autor de outros livros, como O Poder da Autorresponsabilidade, Fator de Enriquecimento, Criação de Riqueza, Poder e Alta Performance, e Foco na Prática.

O livro O Poder da Ação pode ser comparado com outros livros de autoajuda que também propõem métodos para a realização pessoal e profissional, como O Segredo, de Rhonda Byrne, Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, de Stephen Covey, e Quem Pensa Enriquece, de Napoleon Hill. No entanto, o livro de Paulo Vieira se diferencia por ser mais prático e objetivo, e por apresentar ferramentas e técnicas comprovadas cientificamente e validadas pelo coaching.

A crítica que se pode fazer ao livro é que ele pode ser visto como um manual de receitas prontas, que não leva em conta as particularidades e as diferenças de cada pessoa e de cada situação. Além disso, o livro pode ser considerado repetitivo e superficial em alguns pontos, e pode pecar por não aprofundar alguns aspectos históricos, sociais, políticos, geográficos e antropológicos que podem influenciar o enredo e a mensagem do livro.

Em suma, o livro O Poder da Ação é uma obra que pode ser útil e inspiradora para quem busca uma mudança de vida e uma realização pessoal e profissional. O livro oferece um método simples e eficaz para que as pessoas possam sair da zona de conforto e agir em direção aos seus sonhos, usando conceitos e ferramentas práticas que podem ser aplicados no dia a dia. O livro também apresenta histórias reais de pessoas que conseguiram transformar suas vidas por meio da aplicação do método, e que servem como exemplos e estímulos para os leitores. O livro, no entanto, não é uma solução mágica, e requer comprometimento, disciplina e persistência por parte dos leitores, que devem adaptar o método à sua realidade e às suas necessidades. O livro também pode ser criticado por ser simplista e superficial em alguns aspectos, e por não abordar alguns fatores históricos, sociais, políticos, geográficos e antropológicos que podem interferir no enredo e na mensagem do livro.

Postar um comentário

Comentários