[RESENHA #904] Elimine a pressa definitivamente, de John Mark Comer

“ELIMINE A PRESSA DE SUA VIDA DEFINITIVAMENTE. A PRESSA É O GRANDE INIMIGO DA VIDA ESPIRITUAL.”

Não foi a resposta que ele esperava, mas foi ― e continua sendo ― a resposta de que ele precisava. Muitas vezes, tratamos os sintomas da toxicidade no mundo moderno, em vez de tentar encontrar a causa. Um número crescente de vozes está apontando a pressa, ou a ocupação, como a raiz de todo o mal. Nas páginas deste livro, você encontrará um roteiro fascinante para se manter emocionalmente saudável e espiritualmente vivo em meio ao caos do mundo moderno.

RESENHA

O livro Elimine a pressa definitivamente, de John Mark Comer, é uma obra que propõe uma reflexão sobre os efeitos nocivos da pressa e da ocupação excessiva na vida moderna, e oferece ferramentas simples para melhores escolhas. O autor é um pastor de ensino e visão na Bridgetown Church, uma igreja que busca seguir o caminho de Jesus em Portland, Oregon. O livro foi publicado originalmente em inglês em 2019, com o título The Ruthless Elimination of Hurry, e traduzido para o português em 2023 pela editora Alta Life, com a tradução de Ana Paula do Amaral.

O livro se insere em um contexto histórico, cultural, político e social marcado pela aceleração, pela ansiedade, pelo estresse e pela superficialidade. O autor parte de uma experiência pessoal de esgotamento e de uma orientação de um mentor para eliminar a pressa de sua vida definitivamente, pois a pressa é o grande inimigo da vida espiritual. A partir daí, ele explora as causas e as consequências da pressa na sociedade contemporânea, e apresenta o caminho de Jesus como uma alternativa de vida mais lenta, mais simples e mais profunda.

O livro é dividido em quatro partes: a primeira parte trata do problema da pressa, mostrando como ela afeta negativamente a saúde, os relacionamentos, a alma e a missão. A segunda parte trata da solução para a pressa, que é seguir o caminho de Jesus, que viveu uma vida sem pressa, cheia de amor, alegria e paz. A terceira parte trata das práticas para eliminar a pressa, que são hábitos espirituais que nos ajudam a desacelerar, a simplificar e a aprofundar nossa conexão com Deus e com os outros. A quarta parte trata da resistência à pressa, que é uma postura de contracultura, de desafiar os valores e as expectativas do mundo que nos pressionam a viver de forma acelerada e superficial.

O livro é repleto de fatos e curiosidades históricas, que ilustram como a pressa se tornou um fenômeno social e cultural. Por exemplo, o autor cita que o termo “pressa” foi usado pela primeira vez no século XIV, e que a palavra “estresse” foi cunhada em 1936 pelo médico Hans Selye, que estudou os efeitos da pressa no corpo humano. O autor também cita que a invenção do relógio, da máquina a vapor, do automóvel, do telefone, da internet e das redes sociais foram fatores que contribuíram para a aceleração do ritmo de vida e para a criação de uma cultura da pressa.

O livro também contém trechos da obra que revelam o estilo de escrita do autor, que é simples, direto, envolvente e bem-humorado. Por exemplo, logo na introdução, ele escreve: "Se você está lendo este livro, é provável que você tenha um problema. E esse problema tem um nome. Pressa. Não se preocupe, você não está sozinho. Eu também tenho esse problema. Na verdade, eu escrevi este livro como uma forma de me curar. E, se você está disposto a me acompanhar nesta jornada, talvez possamos nos curar juntos."

A resenha crítica sobre o livro Elimine a pressa definitivamente, de John Mark Comer, é a seguinte:

O livro é uma obra relevante, inspiradora e desafiadora, que nos convida a repensar nosso estilo de vida e nossas prioridades. O autor aborda o tema da pressa com profundidade, clareza e sensibilidade, mostrando como ela nos afasta de Deus, de nós mesmos e dos outros, e como ela nos impede de viver uma vida plena e significativa. O autor também apresenta o caminho de Jesus como uma proposta de vida mais lenta, mais simples e mais profunda, que nos leva a experimentar o amor, a alegria e a paz que Deus tem para nós. O autor não se limita a criticar a pressa, mas oferece ferramentas práticas e concretas para eliminá-la de nossa vida, baseadas em hábitos espirituais que nos ajudam a desacelerar, a simplificar e a aprofundar nossa conexão com Deus e com os outros. O autor também nos encoraja a resistir à pressa, a contrariar os valores e as expectativas do mundo que nos pressionam a viver de forma acelerada e superficial, e a testemunhar uma forma de vida diferente, que reflete o reino de Deus.

O livro é uma obra que vale a pena ser lida, pois nos faz refletir sobre quem estamos nos tornando e como podemos viver melhor. O livro nos faz questionar se estamos vivendo de acordo com o propósito de Deus para nós, ou se estamos nos deixando levar pela pressa e pela ocupação excessiva. O livro nos faz perceber que a pressa não é apenas um problema pessoal, mas também um problema social e espiritual, que afeta nossa saúde, nossos relacionamentos, nossa alma e nossa missão. O livro nos faz descobrir que a pressa pode ser eliminada definitivamente, se seguirmos o caminho de Jesus, que viveu uma vida sem pressa, cheia de amor, alegria e paz.

Postar um comentário

Comentários