[RESENHA #903] Por que os Homens Mentem e as Mulheres Choram?, de Alan e Barbara Pease

Por que os homens mentem? Por que eles acham que têm de estar sempre com a razão? Por que evitam se comprometer? E as mulheres, por que choram para conseguir o que querem? Por que insistem num assunto até a morte? Com base em pesquisas e estudos científicos, os autores de Por que os homens Fazem sexo e as mulheres fazem amor? - que vendeu mais de 6 milhões de exemplares ao redor do mundo - explicam o comportamento sempre imprevisível do “outro sexo”. De forma clara e bem-humorada, eles respondem às nossas principais dúvidas e apresentam soluções práticas para tornar a convivência entre homens e mulheres mais prazerosa.

RESENHA

O livro Por que os Homens Mentem e as Mulheres Choram?, dos autores Allan e Barbara Pease, é uma obra de autoajuda que busca explicar as diferenças de comportamento entre homens e mulheres, baseando-se em pesquisas e estudos científicos. O livro foi publicado em 2003 pela editora Sextante, e é uma continuação do best-seller Por que os Homens Fazem Sexo e as Mulheres Fazem Amor?, lançado em 1999.

O livro aborda temas como a comunicação, a sexualidade, o estresse, as emoções, o compromisso, a mentira, o choro, a infidelidade, entre outros, buscando esclarecer as razões biológicas, psicológicas e sociais que levam homens e mulheres a agirem de formas distintas nessas situações. Os autores utilizam um tom bem-humorado e didático, recorrendo a exemplos, ilustrações, tabelas, gráficos e testes para facilitar a compreensão do leitor.

O livro se insere em um contexto histórico, cultural, político e social marcado por mudanças nas relações de gênero, com o aumento da participação das mulheres no mercado de trabalho, na política, na educação e na vida pública, bem como pela reivindicação de direitos e igualdade entre os sexos. Nesse cenário, o livro procura oferecer dicas e conselhos para melhorar a convivência entre homens e mulheres, tanto no âmbito pessoal quanto profissional.

Um dos trechos do livro que ilustra a proposta dos autores é o seguinte:

“Os homens mentem porque acham que estão sendo espertos, e as mulheres choram porque sabem que isso funciona. Os homens mentem para impressionar, para evitar conflitos, para manter a paz, para se proteger e para controlar a situação. As mulheres choram para aliviar o estresse, para expressar seus sentimentos, para obter apoio, para conseguir o que querem e para manipular os homens. Ambos os comportamentos são estratégias de sobrevivência que foram moldadas pela evolução, pela cultura e pela experiência pessoal.” (p. 13)

A resenha crítica acerca da obra pode ser feita a partir de diferentes pontos de vista, dependendo do objetivo e do público-alvo do resenhista. No entanto, alguns aspectos que podem ser considerados são:

  • O livro tem um caráter informativo e divertido, mas também simplista e generalizador, pois tende a reduzir as diferenças entre homens e mulheres a estereótipos e clichês, ignorando as variações individuais e as influências do contexto e da história na construção das identidades de gênero.
  • O livro se baseia em pesquisas e estudos científicos, mas nem sempre cita as fontes e os métodos utilizados, o que pode comprometer a credibilidade e a validade das informações apresentadas. Além disso, o livro não faz uma análise crítica dos dados, mas apenas os utiliza para confirmar as teses dos autores, sem considerar outras interpretações e perspectivas possíveis.
  • O livro tem uma abordagem prática e pragmática, mas também limitada e conservadora, pois propõe soluções que visam a adaptação e a acomodação dos homens e das mulheres às suas supostas características naturais, sem questionar ou problematizar as normas e os valores sociais que regulam as relações de gênero e que podem ser fontes de desigualdade, discriminação e violência.
Postar um comentário

Comentários