[RESENHA #895] O homem mais rico da Babilônia, de George S. Clason

Com mais de dois milhões de exemplares vendidos no mundo todo, O homem mais rico da Babilônia é um clássico sobre como multiplicar riqueza e solucionar problemas financeiros.

Baseando-se nos segredos de sucesso dos antigos babilônicos ― os habitantes da cidade mais rica e próspera de seu tempo ―, George S. Clason mostra soluções ao mesmo tempo sábias e muito atuais para evitar a falta de dinheiro, como não desperdiçar recursos durante tempos de opulência, buscar conhecimento e informação em vez de apenas lucro, assegurar uma renda para o futuro, manter a pontualidade no pagamento de dívidas e, sobretudo, cultivar as próprias aptidões, tornando-se cada vez mais habilidoso e consciente.

RESENHA

O livro O homem mais rico da Babilônia, de George S. Clason, é uma obra clássica que ensina lições importantes sobre finanças pessoais e investimentos. O livro foi publicado pela primeira vez em 1926, nos Estados Unidos, e se tornou um best-seller do New York Times. O livro é baseado nos princípios de finanças pessoais que eram praticados pelos antigos babilônios, que eram conhecidos por sua riqueza e prosperidade.

O livro é composto por dez parábolas, que são histórias fictícias ambientadas na antiga Babilônia, cerca de 4 mil anos atrás. Cada parábola ilustra uma lição sobre como administrar o dinheiro, poupar, investir, empreender, negociar, entre outras habilidades financeiras. As parábolas são narradas por personagens como Arkad, o homem mais rico da Babilônia, que compartilha seus segredos de sucesso com seus amigos e discípulos; Bansir, um fabricante de carruagens que deseja enriquecer; Dabasir, um escravo que consegue se libertar de suas dívidas; e Rodan, um soldado que recebe um conselho valioso de seu pai.

Algumas das lições que o livro ensina são:

  • Pague-se primeiro: reserve uma parte de sua renda para si mesmo, antes de pagar suas despesas e dívidas. Essa parte deve ser usada para investir e gerar mais renda.
  • Viva de acordo com suas possibilidades: não gaste mais do que ganha, nem desperdice seu dinheiro com coisas supérfluas. Tenha um orçamento e controle seus gastos.
  • Busque conhecimento e aconselhamento: aprenda com quem tem mais experiência e sucesso do que você, e procure se informar sobre as melhores oportunidades de investimento. Não confie em falsos profetas ou em promessas de ganhos fáceis.
  • Faça seu dinheiro trabalhar para você: invista seu dinheiro em negócios lucrativos e seguros, que possam multiplicar sua riqueza ao longo do tempo. Não deixe seu dinheiro parado ou guardado em locais inseguros.
  • Proteja seu patrimônio: tenha um seguro para seus bens e sua vida, e evite riscos desnecessários. Não perca seu dinheiro por falta de cuidado ou de planejamento.
  • Seja generoso e honesto: compartilhe sua riqueza com os necessitados, e contribua para o bem-estar da sociedade. Não engane nem prejudique ninguém para obter vantagens. Seja justo e honrado em seus negócios.

O livro O homem mais rico da Babilônia é uma obra atemporal, que pode ser aplicada em qualquer época e situação. O autor usa uma linguagem simples e envolvente, que torna a leitura agradável e instrutiva. As histórias são cheias de sabedoria e inspiração, que podem motivar o leitor a buscar seus objetivos e realizar seus sonhos. O livro é uma referência para quem quer aprender a lidar melhor com o dinheiro, e alcançar a independência financeira.

Postar um comentário

Comentários