Resenha: Linchamentos: a justiça popular no Brasil, por José de Souza Martins

Cópia de Design sem nome 4 300x300 - Resenha: Linchamentos: a justiça popular no Brasil, por José de Souza Martins

Foto: Vitor Lima / PostLiteral / Editora Contexto / Divulgação

MARTINS, José de Souza. Linchamentos: a justiça popular no Brasil. São Paulo: Contexto, 2015

A obra “Linchamentos : a justiça popular no Brasil”, é um livro escrito pelo sociólogo José de Souza Martins, no ano de 2015, publicado pela Editora Contexto. Trata-se de um estudo abrangente acerca das práticas de linchamento social social no Brasil. Para que fosse possível à análise de tal fenômeno, o professor e autor desta obra recorre a recortes de noticias que procuram explicar de forma clara e concisa a frequência e motivação de tal ato. O autor também utiliza uma vasta referência bibliográfica para o complemento de seu mapeamento histórico social. 

Como diz Martins na nota de abertura: “A compreensível tendência da Sociologia é a de interessar-se primeiramente pela investigação e pela interpretação dos fenômenos sociais de superfície, aquilo que é concebido como realidade social”, em outras palavras, é compreensível que a sociologia estude o linchamento, pois ele é tido como um fenômeno social de “base”, ou seja, frequente na realidade social. Na sequência: “Cabe aí ao sociólogo, a partir das evidências nessa fonte obtidas, reconstituir o real para expor as insuficiências do senso comum, chegar aos fundamentos ocultos das relações e ações sociais, desvendar a estrutura a elas subjacente e a temporalidade menos visível dos processos sociais que as preside“.

De acordo com o autor, a justiça popular coletiva se desenvolve dentro de estruturas sociais profundas que refletem na realidade da superfície, ou seja, são reflexos da conduta individual que, de certa forma, refletem de forma presente na sociedade através de uma ação consciente de linchamento ativo quando o ser social ou a sociedade em si encontra-se ameaçada, em crise, decadência ou sem saída pra resolução de suas problemáticas. O livro em si é um estudo abrangente acerca do linchamento, não somente em seu percurso histórico, mas em sua riqueza de detalhes e clareza de ideias, bem como uma exposição ampla do termo linchamento, suas origens e motivações com o passar dos anos e seus reflexos no Brasil contemporâneo – em uma análise profundamente interessante da relação de linchamento do Brasil Colônia.

O mais interessante em toda pesquisa do prof. Martins, é o fato de que muito dos costumes ligados ao linchamento foram preservados, bem como a utilização de uma norma coletiva em prol de valores morais e éticos, ainda que de forma irregular, se levarmos em consideração os fatores jurídicos. O autor também nos atenta para dimensão das perspectivas históricas, culturais e sociais com relação ao linchamento. A história registra dados alarmantes que ecoam até os dias atuais nos fazendo repensar nossa visão social e nossas diversas concepções acerca da moral, ética, punição e participação jurídica, já que participar de um ato como o linchamento nos coloca de frente para os nossos principais conceitos de virtude.

Enfim, tão rico quanto esta obra é sua apresentação, que claro, é assinada pelo prof. José de Souza Martins, onde o autor expõe suas principais ideias acerca do linchamento, bem como seu desejo em traçar, mapear e estudar o linchamento no território brasileiro. Há aqui um material incrivelmente rico em detalhes, não somente sob as perspectivas teóricas, históricas e sociológicas, mas também sob a visão de aplicação pedagógica do passado para aplicação no presente. Um trecho realmente elucidador com relação ao estudo, pode ser lido a seguir:

Os linchamentos expressam uma crise de desagregação social. São, nesse sentido, muito mais do que um ato a mais de violência dentre tantos e cada vez mais frequentes episódios de violência entre nós. Expressam o tumultuado empenho da sociedade em “restabelecer” a ordem onde ela foi rompida por modalidades socialmente corrosivas de conduta social.

Vale ressaltar que neste livro, o autor realizou três estudos de casos, sendo: São Paulo, Santa Catarina e sertão da Bahia. Estes casos foram escolhidos pelo autor por preencherem uma série de regras anteriormente estabelecidas com relação aos detalhes complexos dentro do cumprimento daquilo o que já se havia sido estudado e evidenciado nos recortes e nos mapeamentos deste trabalho. Primoroso.

Leia a introdução do livro “Linchamentos: a justiça popular no Brasil“.

Um dos fatos pelos quais eu amo a sociologia é que ela nos apresenta diariamente novas possibilidades de estudo de casos como este, não há o que se falar, apenas sentir. Se levarmos em consideração que a sociologia é a ramificação responsável pelo estudo do comportamento humano em função dos processos pelos quais os indivíduos se ligam em associação, grupo, instituição e demais coletivos, poderemos observar que a singularidade do indivíduo interliga-se diretamente com o comportamento social coletivo, ou seja, o comportamento que unifica um indivíduo e outra é a compactuação de interesses e crenças. Neste caso, o interesse é o linchamento,  e as crenças são diversas, afinal, o ato punitivo permanece até os dias atuais, porém, seus interesses e o impulso daqueles que o praticam são diversos e se modificam de tempo em tempo. O estudo do prof. José de Souza Martins explica com clareza através de fatos, casos e observações o quanto a sociedade empenha-se em si própria e age sobre seus próprios interesses – um linchamento não existiria se um coletivo de pessoas praticantes não compartilhassem de um mesmo ideal ou crença.

REALMENTE, um livro maravilhoso em todos os sentidos. Me senti viajando no tempo por meio do estudo do prof. José Martins de Souza, depois retornei, e viajei novamente ao Brasil colônia, ao tempo presente. Um livro primoroso.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1.594 votos, média: 5,00 de 5)

loading - Resenha: Linchamentos: a justiça popular no Brasil, por José de Souza MartinsLoading...

Share

Blogueiro, escritor, poeta, professor, ensaísta, cinéfilo, viajante e filantropo. Estudante de Ciências Sociais em busca de uma compreensão mais assertiva do nosso local em sociedade.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com