Resenha: Rascunhos de um poeta [vencendo o mal tempo], por Carlos Danyel

Design sem nome 1 2 300x300 - Resenha: Rascunhos de um poeta [vencendo o mal tempo], por Carlos Danyel

Foto: Post Literal / Acervo Pessoal / Divulgação

DANYEL, Carlos. Racunhos de um poeta: Vencendo o mal tempo. Editora Viseu: Maringá, PR: 48pp, 2018. e-ISBN 978-85-5454-777-6

Rascunhos de um poeta é um livro de poesia escrito pelo estudante Carlos Danyel, publicado pela Editora Viseu no ano de 2018. Este livro possui o frescor da primeira obra de um autor. Nota-se aqui, a simplicidade das linhas e a escolha minuciosa das palavras para construção dos sentimentos nela laborados. Carlos Danyel descreve, em poucas linhas, a narrativa de sua vida. Seus poemas estão repletos de acontecimentos do cotidiano, bem como o frescor da imaginação que acompanha um bom poeta. O poema de abertura de sua obra narra a mistura de amor e paixão que acomete a vida adolescente nos primórdios de sua finitude, em “um amor uma paixão”, o autor fala-nos:  Uma vida sem dó / um carinho de vó / um cantinho sem desejo / mesmo sendo como um beijo, aqui, podemos notar a descrição de uma vida vivida sem arrependimentos, ao lado de grandes pessoas – a avó -, prosseguindo adiante: Vista feita de águia / linda sorte, acalma! / O preço da vela abaixou / mas não o nosso amor, aqui, há diversas interpretações a serem tomadas, eu, porém, tomo-a como sendo a vista de alguém que encontrou o primeiro amor como uma águia encontra sua presa, no verso “linda sorte, calma!”, o eu-lírico narra-nos sua felicidade e tentativa de compassividade com a situação, que claro, nos acomete raríssimas vezes. Toda a escrita que sucede o primeiro manuscrito, aparenta-nos, uma sucessão de narrativas que tentam trazer a tona o sentimento de insatisfação com o tempo presente e saudade do tempo passado. O autor trabalha fortemente dentro do sentimento da saudade, de algo que foi e não voltou; ou se desfez; ou não firmou, e até mesmo, de algo que não aconteceu. Talvez, este livro fale abertamente sobre as expectativas que criamos quando somos adolescentes: queremos tudo, porém, vivemos sempre com a insegurança de tentar, e por varias vezes, nos deixamos dominar pelo medo, pela insegurança, e deixamos diversos momentos passar.  A solidificação de que o autor trabalha seus sentimentos em cima da saudade e da ausência de suas realizações, é o poema “saudade daquilo o que te faz feliz”, onde o autor traz a baila, novamente, o sentimento do amor e da saudade, ambos reunidos em um só poema, nas linhas:  fique aqui minha querida / encontrei uma alma / um passo a frente da felicidade / sua hora é de tentar. 

Design sem nome 2 2 300x300 - Resenha: Rascunhos de um poeta [vencendo o mal tempo], por Carlos Danyel

Foto: Post Literal / Acervo Pessoal / Divulgação

Enfim, não se sabe se a intenção real do autor era a de transmitir ao seu leitor as suas experiências na adolescência: o primeiro amor, a primeira decepção, a saudade, a incerteza, a paixão e o sofrimento, mas foi isto o que acabou nestas linhas: uma linda expressão daquilo o que se viveu, claro, com toques de muita criatividade no desenvolvimento de tópicos que podem ou não terem sido vivenciados no plano real. Sempre leio epílogos, notas do editor, do autor ou de qualquer convidado, também costumo dar muito foco e atenção as frases que antecedem toda e qualquer escrita, porém, este livro (pelo menos na versão digital) não possui epílogos, o que faz com que o leitor realmente tenha a experiência de ler e tirar suas conclusões de forma nua e crua da escrita, afinal, não há uma explicação de onde, como ou porquê surgiu este emaranhado poético. Também não há informações sobre o autor, e-mail, redes sociais ou qualquer informação relevante que forneça ao leitor a busca por maiores informações e detalhamentos da obra. Enfim, são detalhes que fazem falta.

A narrativa do autor me lembrou muito os poemas que eu lia em um grupo de Whatsapp de poesia, as pessoas espelhavam-se em seu cotidiano para narrar uma história, fazer acontecer e para instigar o leitor por mais. Um livro indicado para todo e qualquer leitor que deseja conhecer um pouco da escrita do autor e de sua vivência e experiência poética. Acredito que este livro irá de encontro aos desejos e sentimentos mais profundos de leitores que viveram suas vidas de forma apaixonada e intensa, afinal, a escrita de Carlos Danyel é repleta da intensidade que sentimos ao encontrarmos o amor. 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (491 votos, média: 4,00 de 5)

loading - Resenha: Rascunhos de um poeta [vencendo o mal tempo], por Carlos DanyelLoading...

Blogueiro, escritor, poeta, professor, ensaísta, cinéfilo, viajante e filantropo. Estudante de Ciências Sociais em busca de uma compreensão mais assertiva do nosso local em sociedade.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com