[RESENHA #354] O que falar quando conversar sozinho, de Shad Helmstetter

Designsemnome 2 - [RESENHA #354] O que falar quando conversar sozinho, de Shad Helmstetter

 

Todo mundo fala consigo mesmo
que seja apenas algumas veze na vida. Não, não é sempre uma coisa de louco. De
fato, conversar sozinho pode ser usado de várias formas, podendo trazer muitos
benefícios e até demonstrar genialidade.
Diferentemente do que muita
gente pensa, o que você fala para si mesmo pode afetar, e muito, seu
subconsciente. Na verdade, nosso cérebro é como uma máquina que vem com uma
programação de fábrica, mas pode ser facilmente reprogramada, seja para o bem
ou para o mal.
Portanto, para quem está
sofrendo com pensamentos negativos, esse livro é obrigatório. 

Entenda o poder por trás da
conversa solitária, seja apenas mentalmente ou proferindo palavras, e aprenda a
lidar melhor com raiva, frustração e diversos outros sentimentos ruins que
assola cada vez mais a humanidade.
OS
PROGRAMAS E NÓS:
ü A
qualidade de cada vida é determinada de acordo com a qualidade de suas
respectivas programações
ü A maior
parte das pessoas está executando programas velhos e ruins.
ü Imagine
que você esteja tentando operar sua vida com um “sistema operacional”
que foi desenvolvido há mais de duas décadas.
ü Para
quem conhece um pouco da história dos computadores, sabe das limitações daquele
tempo.
ü Vários fatores
práticos e teóricos, principalmente o conhecimento, eram bem mais limitados que
os de hoje.
ü Então,
você precisa atualizar sua “programação” para os dias mais atuais.
ü Sua
programação direciona suas crenças, que direciona suas atitudes, direcionando suas
emoções e ações.
ü Das
ações vêm os resultados. Contudo, para obter bons resultados, você precisa duma
boa programação.
ü Como
fazer isso? 
FALANDO
SOZINHO:
Ø 
cinco níveis:
1.
Negatividade:
Você constantemente se
bombardeia com pensamentos e falas negativas, como “não consigo”,
“sou burro”, “minha vida é muito ruim”, “não gosto
de…”, “hoje não foi meu dia”, “nunca consigo fazer nada certo”.~
2.
Ilusão:
Não há uma decisão, mas um
reconhecimento. É ilusória porque reconhecer não é por em prática.
“Seria melhor parar de
fumar”, “Deveria não ter falado aquilo”, “preciso duma
dieta mais saudável”.
3.
Declarativo:
Decisão concreta. Normalmente,
evoca mudanças.
“Não vou mentir
mais”, “Vou estudar hoje”, “Vou falar com aquela
garota”.
4.
Inspiração:
Realçar as coisas boas que
possui e reafirma quem almeja ser.
“Eu sou bonito, saudável e
inteligente e possuo uma linda namorada”.
“Sou amando e
querido”.
5.
Espiritualidade:
O livro pede para focar no nível
quatro.
Envolve conexão com o
universo e conhecimento superior de si próprio.
Por fim, você deve se livrar
dos dois primeiros níveis e manter os (ou ir aos) níveis três e quatro.
Você deverá tentar chegar ao
nível 5 apenas após estar bem acostumado com o nível quatro.
VOCÊ
E VOCÊ MESMO:
Imagine que haja duas versões
de você.
Ø  A
primeira versão é você atualmente. A segunda versão é você no futuro após ter
aplicado todo o conhecimento e aprendizado que absorveu.
Ø  Agora,
imagine que essa versão do futuro veio te visitar.
Ø  Quem
você acha que vai está mais feliz e realizado? 
Ø  Qual
das duas versões possui um propósito mais sólido e uma vida com sentido?
Ø  Qual
dela está mais saudável, rico e de bem consigo mesmo?
Ø  Então,
busque ser quem você “já é” no futuro com a ajuda do poder de falar
consigo positivamente.
DESAFIOS
E MENTE SOB DOMÍNIO:
Ø  Dominar
a mente é tido como um dos maiores desafios do ser humano. Porém, quando
realizado, é também o maior presente que a pessoa pode se dar.
Ø  Então,
todo o processo de maturação e de sermão (dado pela própria pessoa) será
superiormente gratificante. 
Ø  Desafie-se
a ser alguém melhor e poder afirmar que daqui a dez anos sua versão do futuro
agradecerá suas decisões do passado.
 
O
AUTOR

 

 

 

02 - [RESENHA #354] O que falar quando conversar sozinho, de Shad HelmstetterSHAD
HELMSTETTER, pesquisador do comportamento humano e conferencista
na área de motivação, é presidente do The Self-talk Institute, organização sem
fins lucrativos que oferece programas Self-talk (que inclui mais de duas mil
frases que a pessoa pode dizer para si mesma). É convidado especial de diversos
programas de rádio e televisão por todo os Estados Unidos.

Blogueiro, escritor, poeta, professor, ensaísta, cinéfilo, viajante e filantropo. Estudante de Ciências Sociais em busca de uma compreensão mais assertiva do nosso local em sociedade.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com